BEM BRASIL
Déficit previdenciário do Estado cresce R$ 500 milhões nos cinco primeiros meses de 2020
Política

Déficit previdenciário do Estado cresce R$ 500 milhões nos cinco primeiros meses de 2020

Déficit previdenciário do Estado cresce R$ 500 milhões nos cinco primeiros meses de 2020

Resultado reforça necessidade de reforma para amenizar o prejuízo nas contas da Previdência

imagem de destaque

Gil Leonardi/Imprensa MG

Os déficits previdenciários, ou seja, a diferença entre o que o Estado arrecada de contribuições e o que gasta, têm crescido exponencialmente, saltando de R$ 6,11 bilhões em 2011 para R$ 18,6 bilhões, em 2019. Para 2020, o déficit previdenciário previsto é de R$ 19,1 bilhões. Se nenhuma medida para conter esse ritmo for adotada, a estimativa é o déficit acumulado no período 2019-2022 atinja R$ 78 bilhões.

O gasto a mais do Tesouro com a Previdência representa um impacto significativo na Receita Corrente Líquida (RCL), que é o recurso que efetivamente fica no caixa do Estado. De janeiro a maio de 2019, o déficit representou 22,3% da RCL. Em 2020, nos cinco primeiros meses, esse impacto foi maior: 23,7%. Em todo o ano de 2019, o impacto foi de 29% da RCL.

Rombo

O tamanho do rombo reforça a necessidade da implementação da reforma da Previdência estadual, conforme atesta o secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Barbosa.

“A questão da Previdência vem se agravando, ano após ano, faz muito tempo, em função de o sistema previdenciário não acompanhar a mudança demográfica (o aumento do número de aposentados). Sem o impacto causado pela Previdência, o Estado teria registrado sucessivos superávits fiscais, nos últimos anos. Praticamente um terço da nossa RCL é consumido pelo déficit previdenciário. Esse recurso do Tesouro que é utilizado para cobrir a diferença poderia estar sendo direcionado para áreas como Saúde, Segurança e Educação”, afirma Gustavo Barbosa.

De acordo com o secretário, a reforma preparada pelo governo mineiro segue a proposta adotada pela União.

“É preciso deixar claro que a reforma não tem a pretensão de zerar o déficit. Mas ela é necessária para que, a curto, médio e longo prazos, esse problema gigantesco seja mitigado e mais recursos possam ser utilizados nas políticas públicas e até mesmo no pagamento dos salários dos servidores”, ressalta o secretário de Fazenda.

Anuncie aqui super banner
Política

Mais notícias da Categoria Política

Senado inclui Marco do Saneamento nas votações da semana

Senado inclui Marco do Saneamento nas votações da semana

Portal Uberaba 22/06/2020
Zema reforça apoio a Elisa

Zema reforça apoio a Elisa

Portal Uberaba 22/06/2020
Romeu Zema debate soluções para destravar o desenvolvimento do Brasil

Romeu Zema debate soluções para destravar o desenvolvimento do Brasil

Portal Uberaba 20/06/2020
Governador anuncia data de pagamento do funcionalismo

Governador anuncia data de pagamento do funcionalismo

Portal Uberaba 18/06/2020
Governo de Minas anuncia primeira parcela do salário dos servidores e quitação integral para Saúde e Segurança

Governo de Minas anuncia primeira parcela do salário dos servidores e quitação integral para Saúde e Segurança

Portal Uberaba 10/06/2020
Desenvolvimento econômico durante pandemia é pauta de audiência pública na ALMG

Desenvolvimento econômico durante pandemia é pauta de audiência pública na ALMG

Portal Uberaba 08/06/2020