Dólar cai para R$ 5,212 com ânimo no exterior e reforma tributária
Brasil

Dólar cai para R$ 5,212 com ânimo no exterior e reforma tributária

Dólar cai para R$ 5,212 com ânimo no exterior e reforma tributária

Bolsa chegou a superar 105 mil pontos, mas fechou com pequena queda

O dólar comercial fechou no menor valor em quase um mês, com o real liderando os ganhos nos mercados globais de câmbio em dia de fraqueza generalizada da moeda norte-americana conforme investidores se apegaram a expectativas de mais estímulos em meio a esperanças sobre vacinas para a covid-19.

O dólar comercial caiu 2,44%, a R$ 5,212 na venda. Essa é a maior desvalorização percentual diária desde 8 de junho (-2,66%) e o menor valor de fechamento desde 23 de junho (R$ 5,153). A divisa operou em baixa durante toda a sessão. Na mínima do dia, por volta das 16h, chegou a ser vendida a R$ 5,166.

A terça-feira foi marcada pela queda generalizada do dólar, com a moeda norte-americana caindo ante todos os seus principais pares, inclusive moedas de países emergentes.

O real sobe 2,47% em julho, mas ainda cai 23% no ano, o que faz da divisa brasileira a de pior desempenho entre os principais rivais do dólar.

As negociações foram marcadas pelo ânimo no mercado internacional e pelo avanço da reforma tributária no Brasil. No exterior, líderes da União Europeia chegaram a um acordo histórico sobre um plano de estímulo para suas economias afetadas pelo coronavírus. Os países do bloco aprovaram um fundo de recuperação de 750 bilhões de euros.

No Brasil, o governo enviou ao Congresso aguardada proposta de reforma tributária, que contempla a união do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) num único imposto sobre valor agregado, a Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS).

Bolsa

O Ibovespa, principal índice da B3 (a bolsa de valores brasileira), fechou com leve queda de 0,11%, aos 104.310 pontos. O indicador iniciou o dia em alta e chegou a superar os 105 mil pontos durante a manhã, mas reverteu o movimento com a realização de lucros dos investidores, que venderam ações para embolsarem os ganhos dos últimos dias.

O Ibovespa foi influenciado pelas bolsas norte-americanas, que perderam o fôlego durante a tarde. O índice Dow Jones, da bolsa de Nova York, fechou esta terça-feira com leve alta de 0,6%.

Brasil

Mais notícias da Categoria Brasil

Campeão pan-americano faz live solidária

Campeão pan-americano faz live solidária

Portal Uberaba 22/07/2020
Caixa paga 4ª parcela de auxílio a beneficiários do Bolsa Família

Caixa paga 4ª parcela de auxílio a beneficiários do Bolsa Família

Portal Uberaba 21/07/2020
Consumo de energia elétrica registra queda de 3,4% em junho, diz ONS

Consumo de energia elétrica registra queda de 3,4% em junho, diz ONS

Portal Uberaba 20/07/2020
Pandemia fecha 39,4% das empresas paralisadas, diz IBGE

Pandemia fecha 39,4% das empresas paralisadas, diz IBGE

Portal Uberaba 16/07/2020
BB e Caixa oferecerão crédito com garantia do saque-aniversário

BB e Caixa oferecerão crédito com garantia do saque-aniversário

Portal Uberaba 15/07/2020
Covid-19: voo com carga de máscaras cirúrgicas chega ao Brasil

Covid-19: voo com carga de máscaras cirúrgicas chega ao Brasil

Portal Uberaba 11/07/2020