Escola municipal se classifica entre as 10 do Brasil em Olimpíada de Matemática
Educação

Escola municipal se classifica entre as 10 do Brasil em Olimpíada de Matemática

Escola municipal se classifica entre as 10 do Brasil em Olimpíada de Matemática

A Escola Municipal São Judas Tadeu, que atende à educação infantil, classificou-se entre as 10 melhores na Olimpíada Matific de Matemática, competindo com três mil escolas no País e mais de 800 mil alunos.

Cento e vinte e dois alunos do Pré II da unidade participaram da competição de 2019, nas últimas semanas de agosto. Entre os dias 20 e 26, os alunos participaram do período de aquecimento na unidade escolar, sem premiação. Entre 27 e 29, a competição premiou quatro categorias, em nível nacional. Na categoria Melhores Alunos, o 4º lugar ficou para Alice Castro e Daniella Hercos em 6º; como melhor turma, em 8º lugar, professora Lidiane Nunes dos Anjos; como melhor escola, em 9º lugar, a Escola Municipal São Judas Tadeu.

A Matific é uma plataforma voltada para o ensino de matemática para crianças até o 6º ano do ensino fundamental, que aprendem por meio de jogos e situações do dia a dia.

O diretor da escola, Wagno da Silva Santos, explica que a Matific abre horizontes para alunos da educação infantil ao ensino fundamental (especificamente até o 6º ano), com o fomento de habilidades como o raciocínio lógico. Além da capacitação, foram três dias de ‘Licença Matific’ para que elas pudessem participar e competir.

Wagno fala sobre a experiência de participar da atividade. “É uma felicidade, um privilégio ter a nossa rede de ensino neste patamar e levar o nosso nome, o da nossa escola, apresentar as nossas atividades e ver Uberaba entre as dez melhores escolas do País na Matific”, declara o diretor, pontuando a visibilidade que a escola e o Município passam a ter, além de facilitar a aprendizagem dos alunos.

A atividade consiste em estória acerca de alguns personagens em que com  narrativa para que as crianças cumpram desafios, possam seguir um percurso e liberar esses monstros. Existe toda uma linguagem lúdica por trás dessas olimpíadas exatamente para prender a atenção das crianças e, para que elas consigam liberar os monstros, é necessário resolver as situações-problemas. “As nossas crianças trabalharam, nesse momento, com foco nessas habilidades fazendo essa integração entre escola e família onde, na escola elas contavam com a participação dos professores e em casa com os pais”, pontua, ressaltando a importância dessa interação.

Educação

Mais notícias da Categoria Educação

Alunos da Escola Sesi participam de torneio de robótica com aplicativo para deficientes 

Alunos da Escola Sesi participam de torneio de robótica com aplicativo para deficientes 

Portal Uberaba 18/02/2020
Cursos técnicos para suprir demandas das indústrias têm vagas abertas no Senai

Cursos técnicos para suprir demandas das indústrias têm vagas abertas no Senai

Portal Uberaba 18/02/2020
Resultado da segunda chamada do ProUni já está disponível

Resultado da segunda chamada do ProUni já está disponível

Portal Uberaba 18/02/2020
MEC prorroga por dois dias inscrições para o Fies

MEC prorroga por dois dias inscrições para o Fies

Portal Uberaba 13/02/2020
Meninas SuperCientistas estimula carreira científica entre alunas

Meninas SuperCientistas estimula carreira científica entre alunas

Portal Uberaba 07/02/2020
Jornada Pedagógica celebra o bicentenário de Uberaba e as transformações da Educação

Jornada Pedagógica celebra o bicentenário de Uberaba e as transformações da Educação

Portal Uberaba 06/02/2020