Projeto de coleta de lixo rural beneficia mais de 500 famílias no Norte de Minas
Rural

Projeto de coleta de lixo rural beneficia mais de 500 famílias no Norte de Minas

Projeto de coleta de lixo rural beneficia mais de 500 famílias no Norte de Minas

Ação desenvolvida pela Emater-MG e prefeitura de Glaucilândia também é referência em premiações sobre sustentabilidade e meio ambiente

Emater-MG / Divulgação

O projeto “Reciclar: Menos Lixo, Mais Segurança Alimentar”, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) e da prefeitura municipal de Glaucilândia, acaba de conquistar seu décimo prêmio ambiental, em cerca de seis de atividade.

A iniciativa fez parte das ações que deram à Emater-MG o primeiro lugar, na categoria Destaque Estadual, do 11º Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade e Amor à Natureza, de referência nacional, anunciado em cerimônia virtual em 28/1.

Outros nove projetos da empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) também foram avaliados e aprovados pela premiação.

Ação em Glaucilândia

O projeto premiado estimula os moradores rurais a coletar e juntar os resíduos recicláveis em suas propriedades e, depois, a trocar esse material por mudas frutíferas certificadas, sementes de hortaliças e pintinhos.

A ideia do projeto surgiu em 2014, quando o técnico da Emater-MG Antônio do Nascimento percebeu que era preciso fazer algo para conter o acúmulo de resíduos nas comunidades rurais do município. Então, em 2015, em parceria com a prefeitura local, surgiu o projeto “Reciclar: Menos Lixo, Mais Segurança Alimentar”.

“Ao invés de usar a moeda corrente que é o real, optamos por oferecer insumos agrícolas e aves, pois a intenção do projeto é promover, ao mesmo tempo, a conscientização ambiental, a geração de renda e uma alimentação mais saudável no município”, afirma Antônio.

Emater-MG / Divulgação

O extensionista explica ainda que, para permitir a participação de moradores do meio urbano no projeto, ficou decidido oferecer ainda como moeda de troca sabão e detergente para aqueles que não dispunham de área para plantar ou criar pequenos animais. A prefeitura vende os resíduos coletados no meio rural a empresas de reciclagem, gerando recursos para a compra de novas mudas frutíferas, pintinhos e sementes de hortaliças.

Resultados 

Até 2020, o projeto beneficiou diretamente cerca de 530 famílias do município do Norte de Minas. “A coleta de resíduos contribuiu com a diminuição dos focos de dengue e acidentes domésticos na zona rural, bem como a mortalidade de bovinos e o depósito de lixo às margens de rios e córregos da região”, explica o secretário de Meio Ambiente de Glaucilândia, Cleidson Carpeggiane.

A iniciativa também reduziu os gastos da prefeitura com lixão e eliminou as multas por depósitos inadequados de lixo no município. Graças à iniciativa, até o fim de 2020, foram coletados 7,5 mil quilos de ferro velho, 4,1 mil quilos de plástico, 3,6 mil quilos de metal, 2,5 mil quilos de papelão, 120 baterias e 400 litros de óleo vegetal saturado. Todo esse material, que antes poluía o meio ambiente nas propriedades rurais, foi encaminhado para uma empresa recicladora. Em troca dos resíduos, foram distribuídas para a população: 5 mil mudas frutíferas, 90 bandejas de hortaliças com cerca de 200 mudas cada, 2,5 mil pintinhos, além de sabão e detergente que têm ajudado bastante a população na pandemia.

O extensionista da Emater-MG conta que, devido ao sucesso do projeto, ele já está sendo implantado em outros municípios. Para Antônio, as premiações têm sido um estímulo para a manutenção e divulgação do projeto. “É ótimo ganhar prêmio, mas é mais importante que o projeto tenha continuidade. Os quintais continuem limpos, os agricultores felizes com a melhoria da alimentação e o meio ambiente esteja mais limpo”, argumenta o extensionista.

Reconhecimento

Dois dias antes da décima premiação, o projeto também foi reconhecido pelo IV Prêmio de Boas Práticas Ambientais “Tecnologias Sociais e Sustentáveis”, do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), na categoria “Melhor Prática ou Projeto de Tecnologia Social com Impactos Positivos no Meio Ambiente”.

A iniciativa soma, ainda, destaques como os prêmios MelhorAção/Emater-MG (2015), Hugo Werneck como Destaque Estadual (2016); Boas Práticas “Salve o São Francisco”, em 2º lugar (2017); Acolher/Natura (2017), Ozires Silva de Empreendedorismo (2019), Tecnologia Social FBB (2019), Prêmio Latino América Verde (2020) e Solução Inovadora (2020).

Rural

Mais notícias da Categoria Rural

Chuvas de fevereiro elevam expectativa de bom desenvolvimento de grãos de café

Chuvas de fevereiro elevam expectativa de bom desenvolvimento de grãos de café

Portal Uberaba 26/02/2021
Projeto do Governo incentiva tratamento ecológico de esgoto doméstico na região Central

Projeto do Governo incentiva tratamento ecológico de esgoto doméstico na região Central

Portal Uberaba 25/02/2021
Nova regra favorece pequenos avicultores mineiros

Nova regra favorece pequenos avicultores mineiros

Portal Uberaba 15/02/2021
Cafeicultores mineiros se destacam em concurso de qualidade de café

Cafeicultores mineiros se destacam em concurso de qualidade de café

Portal Uberaba 11/02/2021
Embrapa dá dicas sobre sementes para os cultivos de inverno

Embrapa dá dicas sobre sementes para os cultivos de inverno

Portal Uberaba 04/02/2021
Emater-MG testa cultivares de mandioca em diferentes regiões do estado

Emater-MG testa cultivares de mandioca em diferentes regiões do estado

Portal Uberaba 26/01/2021